Moxaterapia

Ela só utiliza óleo essencial 100% puro, de origem botânica conhecida.


O médico francês Jean Valnet descobriu que os óleos essenciais contêm propriedades cicatrizantes, antivirais, antibacterianas, antifúngicas e antisépticas. Em 1978, o Dr. Paul Belaiche publicou sobre o uso clínico de óleos essenciais no tratamento de doenças infecciosas e degenerativas. O químico francês Henri Viaud foi o responsável pela publicação de critérios de pureza e qualidade que os óleos essenciais têm que cumprir para serem adequados para fins médicos.


Determinados óleos essenciais são capazes de agir como antisséptico, anti-inflamatório e antibacteriano. Alguns óleos possuem, também, propriedades expectorantes e diuréticas. Outros benefícios estão relacionados aos efeitos no trato gastrointestinal atuando na diminuição de espasmos e agindo contra a insônia.

Dietoterapia
Astrologia chinesa

​​R. CLAUDIO SOARES, 123 - PINHEIROS - SÃO PAULO - SP

 + 55 11 996 640 640

 LARYSSA.VALENTE@GMAIL.COM

Cranioacupuntura
Acupuntura

Segundo a Associação Brasileira de Medicina Complementar (ABMC), a aromaterapia é um tratamento curativo que utiliza o olfato e as propriedades dos óleos essenciais. A etimologia da palavra remete à cura pelo cheiro. A aromaterapia é uma medicina alternativa, natural, preventiva e, também, curativa.


Quase todas as antigas civilizações, como Egito, China, Índia, Grécia e Roma, fizeram uso de óleos, incensos e perfumes, seja na cosmética ou em rituais de cura. Mas somente no século XX que ocorreu a estruturação medicinal da aromaterapia. Os óleos essenciais têm diversas atividades medicinais e isso permitiu que a aromaterapia se desenvolvesse como um sistema terapêutico.


O químico francês René Maurice Gattefossé observou o poder curativo do óleo de lavanda em uma queimadura e cunhou o termo aromathérapie.


Ela só utiliza óleo essencial 100% puro, de origem botânica conhecida.


O médico francês Jean Valnet descobriu que os óleos essenciais contêm propriedades cicatrizantes, antivirais, antibacterianas, antifúngicas e antisépticas. Em 1978, o Dr. Paul Belaiche publicou sobre o uso clínico de óleos essenciais no tratamento de doenças infecciosas e degenerativas. O químico francês Henri Viaud foi o responsável pela publicação de critérios de pureza e qualidade que os óleos essenciais têm que cumprir para serem adequados para fins médicos.


Determinados óleos essenciais são capazes de agir como antisséptico, anti-inflamatório e antibacteriano. Alguns óleos possuem, também, propriedades expectorantes e diuréticas. Outros benefícios estão relacionados aos efeitos no trato gastrointestinal atuando na diminuição de espasmos e agindo contra a insônia.

Fitoterapia
Massagem Tui Na
Auriculoterapia
Ventosaterapia
Eventos
i Ching
Feng Shui